terça-feira, 1 de novembro de 2016

"Um Dragão benevolente, uma direcção viva": Futebol Clube do Porto vs Club Brugge KV (antevisão)

Jogo marcado para quarta-feira, 02 de Novembro, com início às 19h45. Transmissão SportTV.

Mais um momento do "quem sabe alguma coisa, ou nada. O Futebol Clube do Porto recebe o Clube Brugge no Estádio do Dragão duas semanas depois de uma vitória tangencial na Bélgica e na ressaca do nulo em Setúbal. Nuno Espírito Santo tem novamente todo o plantel à disposição para o primeio de dois jogos em casa numa semana, que se avizinham decisivos.

Aposto no seguinte onze:



De Nuno Espírito Santo e dos seus esquemas já se fala demais. Aliás, com ele, é mais paleio do que outra coisa. E duvido que aprenda com a partida fora de casa. Por isso vai ser tudo igual. Há que dar destaque a algo mais importante para o confronto com os belgas. Creio que todos nós, e quando digo nós falo de todos os que irão ao Estádio do Dragão, teremos um papel decisivo no resultado desta partida. Desta, e da próxima. Mas falemos só desta. Teremos um onze escolhido sem grandes surpresas, com a mesma estratégia, mesma forma de pensar, mesma maneira de abordar a partida, mas que entrará como se a relva fosse brasa. A pressão será máxima, pois sabe que não pode pecar e sabe da exigência que vem da bancada. Por isso fica o apelo ao Estádio do Dragão. Desta vez, uma maior benevolência. Para quando o Herrera falhar um passe, para quando o Alex Telles falhar um cruzamento, para quando o Marcano falhar um chuto longo, para quando o Brahimi falhar uma finta. Eles estarão ainda mais nervosos do que nós, com toda a certeza. Vamos fazer o nosso papel, na esperança que eles façam o dele. Porque somos bem melhores do que os belgas. Mas há que o provar lá dentro. Com tudo.

Capa do Jornal de Notícias, dia 1 de Novembro de 2016

Nota extremamente importante para a entrevista do director-geral Luís Gonçalves ao Jornal de Notícias. Mais vale tarde que nunca? Nada disso, só espero é que não seja tarde demais. O Presidente do Futebol Clube do Porto passou pela primeira vez (pelo menos que me lembro) a batuta da comunicação a um outro elemento-chave da estrutura do Futebol Clube do Porto. E foi acutilante nas palavras que utilizou. 


“O F. C. Porto, em nove jogos, foi prejudicado em oito penáltis. São penáltis a mais para uma equipa só. Parece que os árbitros, quando vão apitar os nossos jogos, já estão condicionados a não marcar penáltis a nosso favor. Começa a ser um problema complicado. Os jogadores sentem que as decisões não têm sido corretas e os nossos associados também. Não estamos a ser tratados como deve ser e é hora de dizer chega!" 

"A maior parte dos árbitros são inexperientes. Eles têm de perceber que marcar penáltis a favor do F. C. Porto não os diminui. Não têm de ter medo de os assinalar. Se são penáltis e são claros, têm de os marcar. Ou só têm dúvidas quando apitam o F. C. Porto? Essa é a minha dúvida, que espero ver esclarecida sem demorar muito tempo” 

Parece que finalmente alguém decidiu dar a cara e falar. Não é tudo. Mas é qualquer coisa. Assim, pelo menos, é possível avançar. É possível crescer. É possível ganhar.


Crente. Portista.


O que espera desta partida? Promova o debate. Comente e deixe a sua opinião.

Um abraço.

Sem comentários:

Enviar um comentário