terça-feira, 13 de setembro de 2016

"Cimentar a fortaleza": Futebol Clube do Porto vs FC Copenhaga (antevisão)

Jogo marcado para 4ª feira, 14 de Setembro. Início marcado para as 19h45.

Chegámos! Mesmo depois de um play-off atribulado, estamos cá! A fase de grupos começa e o objectivo é passar. E o primeiro adversário no caminho do Futebol Clube do Porto é o FC Copenhaga. Nuno Espírito Santo fez a antevisão à partida e o Treinador do Futebol Clube do Porto voltou a referir a importância do Estádio do Dragão como "fortaleza" intransponível para os adversários. Para isso, será crucial a comparência dos adeptos em largo número uma vez mais neste novo desafio. Maxi Pereira é a única baixa nas opções do Treinador do Futebol Clube do Porto, que ainda irá orientar um último treino no dia do jogo. 

Sem certezas, aposto no seguinte onze:


Teoricamente, o melhor onze. Não vejo a possibilidade da repetição do desenho do passado sábado. Devido ao adversário, ao contexto da competição, ao próprio desenho do plantel, com muitas mais soluções no meio-campo. Herrera e Corona deverão render André André e Depoitre no onze. Expectante para ver o rendimento do médio mexicano numa outra função e sem o peso da responsabilidade da batuta. Ficam armas diversas e importantes no banco para responder às vicissitudes do jogo. 

O Futebol Clube do Porto começará assim esta fase de grupos, frente ao adversário teoricamente mais acessível. Stale Solbakken, treinador do Copenhaga, nutre enorme respeito pelo Futebol Clube do Porto, classificando-o como o adversário mais difícil. Mas a sua equipa chega ao Estádio do Dragão sem derrotas na temporada e no primeiro lugar da sua liga nacional. Também por isso, máxima cautela. 

Nota para o empréstimo (FINALMENTE!) de Quintero ao Independiente de Medellín, clube colombiano que ganhou o Torneio Apertura, e lidera actualmente o Torneio Finalización. O médio do colombiano não poderá ser inscrito até ao próximo mês de Janeiro e estará no clube até Dezembro de 2017. 

Confesso que, após o sorteio do play-off, levantava sérias dúvidas sobre a presença na fase de grupos. E, depois do primeiro jogo, ainda mais. Felizmente, com mérito e alguma sorte, cá estamos. E, se o sorteio do play-off não foi risonho, os adversários da fase de grupos exigem respeito, mas estão perfeitamente ao alcance do melhor Futebol Clube do Porto. Há que o provar em campo, já na quarta-feira. E vamos com tudo!


Crente. Portista.


O que espera desta partida? Promova o debate. Comente e deixe a sua opinião.

Um abraço. #VaiNaFé

Sem comentários:

Enviar um comentário