sábado, 6 de agosto de 2016

Silly Season XI: Rafa, Boly, Alex, Olíver e Asensio


As publicações relacionadas com o tema "Silly Season" têm o seu último capítulo a 6 de Agosto de 2016. Está tudo pronto para a apresentação do plantel para a temporada 2016/17. Nuno Espírito Santo já fez as suas escolhas. No entanto, pairam rumores de que o plantel poderá ainda obter reforços nos próximos dias, a tempo de ajudar na qualificação para a fase de grupos da Liga dos Campeões. Por outro lado, existem ainda excedentários (com qualidade) que necessitam de definir o seu destino.




Rafa Silva continua a ser o nome mais badalado ligado a uma possível transferência para o Futebol Clube do Porto. Com efeito, o Presidente do Futebol Clube do Porto já tinha, em entrevista, referido para o possível interesse no jogador do Sp. Braga. Neste momento, é verdade que o Futebol Clube do Porto tem intenção de contratar o jogador, mas que também encontra muitas dificuldades para fechar o negócio. Primeiro, do ponto de vista monetário, com as limitações financeiras que o Futebol Clube do Porto enfrenta. Depois, pela concorrência que existe pelo jogador. Com efeito, o interesse do Benfica é real. O do Zenit também. E as condições que ambos os clubes apresentam, tanto a Braga como a Rafa, desenham-se como mais favoráveis. Negócio muito difícil.

Já com Willy Boly, a história é bem diferente. As exigências de ambas as partes são elevadas mas o Futebol Clube do Porto já tem acordo com o Sp. Braga. A transferência poderá valer até 7.000.000,00€. Falta o acordo com o jogador, que poderá apenas ocorrer depois da Supertaça. Se ocorrer. Sem todos os dados, vejo aqui um misto de loucura e urgência por necessidade. Porque o jogador não parece valer assim tanto, mas existe a urgência do reforçar o centro da defesa. Boly é visto como tal, por isso o Futebol Clube do Porto ofereceu um valor que convenceu o Sp. Braga. 

Alex é um nome já descartado, mas que talvez mereça uma explicação. Alex não “reprovou” nos exames médicos. Julgo que o seu problema no joelho até já era conhecido. Aboubakar também padece de um problema semelhante, e não me recordo de o ver lesionado. No entanto, dada a sua idade, o Futebol Clube do Porto preveniu-se e ofereceu um contrato de apenas uma temporada, com outra de opção, e uma remuneração mais variável, associada às partidas em que jogasse. Alex gostaria de um contrato mais longo e com uma remuneração mais certo. Não sendo possível chegar a acordo, cada uma das partes seguiu para seu lado.
Finalmente Óliver, jogador por quem admito especial apreço. Gostaria que fosse possível o seu reingresso no Futebol Clube do Porto. O clube anda atento, mas as limitações financeiras voltam a complicar todo o processo, já algo habitual para o Futebol Clube do Porto. Vietto era mesmo objectivo, mas as exigências do empréstimo não permitiram ao Futebol Clube do Porto fechar negócio. Neste caso, dado ainda o desfecho indefinido, ainda é possível que Óliver volte ao Futebol Clube do Porto.

Nota rápida para Asensio, capa do jornal O JOGO de hoje. A ser verdade o interesse do Futebol Clube do Porto, será um ingresso sempre por empréstimo, mas que se pode provar importantíssimo para a época 2016/17. Jogador muito dotado, com enorme potencial e um assistente exímio. Analisando a postura de Zidane até ao momento no Real Madrid, e tendo em conta as saídas já programadas, tenho sérias dúvidas que o treinador do Real Madrid largue o jogador. Aguardemos.



Em sentido contrário, existem vários elementos ainda por colocar, nomeadamente os dispensado mais recentes, como Josué, Quintero e Hernâni. Nenhum parece ainda saber onde vai jogar na próxima temporada. Josué tem mais um ano de contrato e por isso terá forçosamente de ser vendido. Na Turquia, há interesse, mas o Futebol Clube do Porto continua a ver o jogador como possível moeda de troca num eventual negócio com o Sp. Braga. Já o homem do reggaeton Quintero, e o extremo Hernâni seguem sem novidades no que toca ao seu destino. O mesmo acontece com os "olímpicos" Sérgio Oliveira e Gonçalo Paciência. Creio que haverá "lugar" para Sérgio Oliveira. Já Gonçalo Paciência, foi descartado cedo por Nuno Espírito Santo.

Situação contrária se passa com os crónicos na porta de saída: Herrera, Brahimi e Aboubakar. É praticamente certo que ficarão no Futebol Clube do Porto e farão parte do plantel para a temporada 2016/17 liderado por Nuno Espírito Santo. Bruno Martins Indi é uma questão que não sei responder.

O tira-teimas sobre os dispensados será feito hoje, na apresentação. Não espero qualquer surpresas para hoje. Espero acima de tudo que seja um excelente espectáculo, que os Portistas possam ver os seus representantes dentro de um Estádio do Dragão cheio e que o Porto Canal orgulhe o Futebol Clube do Porto e os Portistas na transmissão de todo o evento. 

Nota final para a AS Roma. Era de evitar? Claro!! Dos 5 possíveis, seria sempre o pior adversário e o mais dotado! Já estamos eliminados? Ainda nem chegamos ao jogo... Primeiro o Rio Ave!


Crente. Portista.


Promova o debate. Comente e deixe a sua opinião.

Um abraço.

Sem comentários:

Enviar um comentário