domingo, 31 de julho de 2016

"Separou-se o trigo do joio" - Vitória SC 0x2 Futebol Clube do Porto (Crónica)

Ficha de jogo completa em fcporto.pt

Em mais um jogo de preparação, o Futebol Clube do Porto deslocou-se a Guimarães para defrontar o clube da cidade local, a contar para o Troféu Cidade de Guimarães. Foi o penúltimo teste da pré-temporada para o Futebol Clube do Porto. 

Nuno Espírito Santo seleccionou um grupo restrito de 20 jogadores para se deslocarem à "cidade-berço", com Casillas, Bruno Martins Indi, Chidozie, Brahimi e Aboubakar, bem como os já excluídos Hernâni, Josué e Quintero.

Foram titulares José Sá, Maxi Pereira, Felipe, Marcano, Alex Telles, Danilo Pereira, André André, Herrera, Otávio, Corona e André Silva.


A partida começa praticamente com uma oportunidade de André André. No cara-a-cara com Douglas, o duelo foi ganho pelo guarda-redes. Danilo joga atrás sozinho com Herrera a ser o elemento de organização. André André compensa os movimentos interiores de Otávio, com Corona na direita e André Silva sozinho na frente de ataque. Ao minuto 8 surge o primeiro da partida. Arranaca de Corona pela esquerda, que, depois de um ressalto e defesa de Douglas, André Silva fica na cara do golo e, sem dificuldades, inaugura o marcador. E poderia ter feito novamente fazer o gosto ao pé depois de uma passe magistral de Otávio, mas Douglas opôs-se de forma eficaz. À meia hora de jogo não falhou! Otávio apareceu em zonas interiores e saca mais um assistência de mestre para André Silva, que, frente a Douglas, não falhou e faz o 2-0. São 7 jogos em 7 partidas de pré-temporada para o atacante Português. O Futebol Clube do Porto controla a partida, mais até do que o árbitro. A primeira parte acabou "durinha". André Silva foi a estrela e Otávio mostra cada vez mais qualidade. Jogo globalmente intenso de ambas as equipas.


Números do primeiro tempo. O mais importante: VSC 0-2 FCP

No segundo tempo entraram Miguel Layún e Adrián para render Danilo Pereira e Otávio. Nuno Espírito Santo desenha o 4-4-2 para o segundo tempo, com Layún subido no terreno. A partida começa com uma desmarcação excelente de Corona para Adrían. Isolado, e travado em falta. O livre marcado por Alex Telles sai muito por cima. Mais tarde é Layún que busca André Silva. O remate saiu à figura. Perto da hora de jogo, Maxi procura a cabeça de Adrián. O cabeceamento do espanhol faz Douglas brilhar novamente. Nuno Espírito Santo esperou até ao minuto 72 para trocar André Silva, Corona, André André e Herrera por Evandro, Varela, Bueno e Rúben Neves, mantendo-se o desenho. João Teixeira e Diego Reyes ainda entraram para os lugares de Marcano e Alex Teles e jogar os últimos 10 minutos. Adrián tem novo momento de finalização logo a seguir, com Douglas novamente a opor-se. No canto subsequente, Felipe sobe ao último andar e é João Aurélio que impede o golo. Até ao fim, ainda houve tempo para João Costa participar nesta partida. 


O Troféu Cidade de Guimarães foi recebido pelo capitão Herrera.

Hoje pediu-se atitude competitiva e máxima concentração, na busca por mais consistência, intensidade e eficácia. E viu-se! São vários os elogios possíveis ao Futebol Clube do Porto nesta partida. Postura competitiva e positiva em diversos momentos do jogo. Construiu o resultado em posse de bola organizada e em 4-3-3, com o ponta-de-lança a finalizar. Na segunda parte, em 4-4-2, procurou saídas mais rápidas e encontrar os dois avançados desmarcados. Evidentemente que o resultado desenhado desde cedo emprestou outra tranquilidade à equipa. De toda a maneira, e tendo em conta que ainda faltam 15 dias para o início da competição, é possível aplaudir os esforços dos jogadores. Meio-campo equilibrado, ataque endiabrado e defesa a controlar. Vitória mais que merecida da equipa de Nuno Espírito Santo e o troféu da cidade de Guimarães segue para cidade Invicta. 

Creio que hoje separou-se o trigo do joio. Fora João Costa, acredito que os restantes 19 jogadores estão seguros no plantel para 2016/17. Casillas teve direito a folga este fim-de-semana. Brahimi, Indi e Aboubakar têm sido dados como transferíveis pela imprensa, mas sem destino ainda determinado. Uma maior definição irá certamente surgir nos próximos dias, algo que "faz parte do processo".


Sinais de bom humor e confiança dos líderes da W52-FC Porto-Porto Canal

Nota final para o domínio da W52-FC Porto-Porto Canal na Volta a Portugal em bicicleta. Tem sido uma prova quase perfeita da equipa comandada por Nuno Ribeiro. Hoje, na chegada à Senhora da Graça, Gustavo César Veloso não deu hipótese e ganhou a "etapa rainha" desta provaRui Vinhas segurou o 1º lugar da classificação geral após terminar a etapa juntos dos favoritos. Gustavo César Veloso segue em 2º lugar da geral. O rescaldo sobre a primeira parte da Volta a Portugal ficará guardado para o dia de descanso, na terça-feira.


Crente. Portista.


Promova o debate. Comente e deixe a sua opinião.

Um abraço.

Sem comentários:

Enviar um comentário