quinta-feira, 21 de julho de 2016

O caminho faz-se…

Ficha de jogo completa em fcporto.pt

Continua o caminho do Futebol Clube do Porto em busca de um grupo, uma equipa, que possa oferecer sucesso desportivo, conquistas e troféus. Caminho que se faz, dia a dia, no estágio.


O caminho faz-se competindo. O Futebol Clube do Porto cumpriu mais um jogo de preparação durante a pré-temporada. Desta vez, na primeira jornada da Fox Sports Cup, o Futebol Clube do Porto foi derrotado pelo PSV Eindhoven (esse colosso do futebol mundial que agora até goleia “grandes” do futebol Português) por 3-0. Foram titulares José Sá, Maxi, Felipe, Telles, Neves, Evandro, Herrera, Teixeira, Otávio, Corona e André Silva. Qualidade individual demonstrada de forma pontual, nomeadamente através de Otávio e João Teixeira, mas o caminho faz-se aprendendo e espero que Felipe tenha aprendido com as asneiras que fez durante a partida. 

Mas o jogo de hoje foi uma espécie de "déjà-vu" arrepiante do Futebol Clube do Porto do início de 2016. Globalmente, joga pouco, defende muito mal e custa-lhe facturar. Se Nuno Espírito Santo está a planear alterações profundas, é bem que comece já! Falta menos de um mês para a visita a Vila do Conde. A falta do trinco no primeiro tempo, opção de Nuno Espírito Santo, parece ter ajudado à permeabilidade defensiva registada, que também preferiu esperar até ao minuto 73 para trocar a equipa toda. Se tinha alguma reacção planeada, foi rapidamente abafada pelo terceiro golo da partida, resultado que não pode inspirar qualquer elogio à preparação feita até ao momento.

Não participaram neste partida Iker Casillas, Bruno Martins Indi, Juan Quintero, Bueno e Quintero. Sinais do futuro de alguns.


As estatísticas do PSV 3-0 Futebol Clube do Porto. Dois remates à baliza, dois golos, com Felipe a dar outro.

De toda a maneira, foi apenas um amigável! Mais experiências virão. Mas acredito que haja Portistas "escaldados" com este resultado. Tudo normal, na minha perspectiva... Afinal, o nosso adversário também está em pré-temporada. Prémio de MVP para os adeptos do Futebol Clube do Porto, incansáveis a partir da bancada.

Relembro as regras da competição. 3 pontos por vitória, 1 ponto por empate, e 1 ponto por cada golo marcado. Sábado, o Futebol Clube do Porto defronta a equipa da casa, o Vitesse, que perdeu por 2-1 frente ao WBA, na primeira jornada. A partida começa às 14h30, com transmissão SportTV.


A contribuição de Martins Indi para esta partida. Não saiu do banco, novamente.

O caminho faz-se resistindo a rumores, mesmo aos mais apetecíveis. Os "barões" dos palpites da TVI24 destacaram Lucas Vietto como possibilidade de reforço, mesmo não sendo propriamente o tipo de jogador que o Futebol Clube do Porto anda à procura. Craque, sem dúvida. Mas rende principalmente na frente de ataque, e com companhia. No Futebol Clube do Porto, forçosamente teria de se adaptar a um dos flancos. Gostaria mais de saber que conjunto de palpites darão para o destino de Bruno Martins Indi, por exemplo. Já reforços para o centro da defesa ou para a posição mais adiantada, nem sinal...


O caminho faz-se dando tudo para que o plantel da próxima temporada chegue nas melhores condições ao primeiro dia de competição. Juan Quintero, segundo o jornal OJOGO, não é excepção. É com alguma felicidade que leio a publicação redigida por André Morais. Pelo investimento já feito no jogador, pela sua qualidade, pela esperança que tenho que dê jogador. Falta o encaixe nas exigências tácticas de Nuno Espírito Santo. Se como médio-ofensivo, a concorrência vai apertada, a adaptação a extremo pode ser a sua única salvação de mais um empréstimo. Não quero imaginar que isso vá acontecer. A decisão passará pelos pés de Quintero, e pelas mãos de Nuno Espírito Santo.


O caminho faz-se sorrindo, quando surge a noticia de que Julen Lopetegui assumiu o comando da selecção de Espanha. Mesmo sendo uma selecção, creio que vai ser estar mais condicionado na escolha dos seus jogadores do que no Futebol Clube do Porto. Será que o vemos em 2018? 


E com ADN de "ilusionista" nos clubes.

O caminho faz-se... caminhando, preparando, competindo, resistindo, dando tudo, decidindo, sorrindo... Afirmar que vamos pelo melhor dos caminho não será unânime. Logo a começar por mim. Mas vamos caminhando...


Crente. Portista.


Promova o debate. Comente e deixe a sua opinião.

Um abraço.


P.S.: Li por aí que Ricardo Quaresma esclareceu algumas das dúvidas sobre a sua saída do Futebol Clube do Porto na revista "Sábado". Confesso que não li a entrevista, mas ouvi algumas afirmações que foram ditas. A meu ver, sobre o silêncio e a apresentação tardia, tudo normal. Frontalidade dos responsáveis do Futebol Clube do Porto? Só mesmo à frente da câmara, de perna cruzada e com o discurso já preparado. Limitação já corrente e bem conhecida, principalmente para quem vota.

Sem comentários:

Enviar um comentário