quinta-feira, 9 de junho de 2016

“Silly Season” II: Centrais, Bruno e Musa (e saídas)


Um apanhado do que se passa no início do dia 9 de Junho, que isto anda tudo muito parado...

Se é verdade que o Futebol Clube do Porto deu o tão fundamental primeiro passo na contratação do novo Treinador em Nuno Espírito Santo, falta agora colmatar as lacunas de um plantel ainda desequilibrado e indefinido.

Se existiu uma zona do terreno onde o Futebol Clube do Porto claudicou vez após vez foi na zona central da defesa. Nem falemos de Lichnovski. Mas nem Martins Indi, nem Maicon, nem Marcano, nem Chidozie demonstraram a regularidade necessária, ora pelas lesões, ora por erros individuais, ora pela deficiente organização defensiva que influenciaram de forma negativa a prestação da dupla defensiva, que foi rodando... e rodando... e rodando.
















Felipe foi o primeiro jogador falado para reforçar o sector defensivo. Pela imprensa, é dado como certo e será apresentado em Julho. Até já tem carta de condução e tudo, vejam lá!

Já com Gustavo Goméz, o cenário aparenta ser diferente. Quando a procura aumenta e insiste, a oferta obviamente requer um aumento da sua contrapartida. Nicolás Russo, o Presidente do Lanús, declarou ao jornal OJOGO que venderá o paraguaio de 23 anos pela melhor proposta. Algo óbvio, na minha perspectiva. Também confirmou uma abordagem pelo jogador, sendo que não é o único clube interessado, com Boca Júniores e Valência pelo meio. Há quem diga que existem clubes turcos a avançarem com dinheiro que o Futebol Clube do Porto não pode dar neste momento. 

Para ambos, fiz o que muitos fizeram: youtube -> nome do jogador -> ver os melhores momentos. Também procurei os piores. Em ambos os casos, os resultados demonstraram-se muito mais limitados. À primeira vista, ambos os jogadores parecem ser interessantes. Destacaria neste momento apenas a experiência de Felipe. Com 27 anos, é um jogador que apenas jogou em clubes brasileiros, mas que regista alguma experiência em competições internacionais, e que poderá ser factor decisivo para a sua integração. Não creio que apresente melhor qualidade do que Maicon, por exemplo, que rapidamente assumiu a titularidade no São Paulo. Pode trazer é a regularidade que nenhum defesa-central trouxe na temporada passada, incluindo Maicon. Uma aposta num jogador que já se sabe o que traz e cujo retorno desportivo pode aparecer no curto-prazo.

Sem querer antecipar o meu palpite sobre Hector Herrera, entra Bruno Fernandes na contenda. O irmão já admitiu "orgulho" com a sua transferência. Confesso que é um jogador que aprecio bastante e que faz falta ao Futebol Clube do Porto. Um verdadeiro sucessor de João Moutinho, que nunca conseguimos ver em Herrera, e cujo estilo só reapareceu com Sérgio Oliveira. Mesmo assim, a meu ver, o jogador da Udinese apresenta-se superior. Mais móvel, menos agressivo e com presença no último terço, incluindo na grande área. Faz parte da nova fornada de sub-21 que quer continuar o ritmo de vitórias deixada pelos vice-campeões da Europa. 

E o Rafa ah? Isso é que era... O programa de palpites da TVI24 diz que o Josué até pode estar envolvido no negócio, abatendo um pouco o elevado preço do jogador. Poderíamos começar por aí o reforço da frente da ataque, pese embora as opções que temos emprestadas por aí. Mas, olhando para todo o cenário eu apostaria mais rapidamente em Feghouli como contratação. Porque conhece Nuno Espírito Santo. Porque acaba contrato. Porque poderá aprender da experiência de Brahimi no Futebol Clube do Porto.

Recordo que ambos os Portugueses supracitados poderão representar a Selecção Nacional nos Jogos Olímpicos, um tema que analisarei assim que possível.

O plantel da equipa B também parece ser preparado, com o reforço de mais nigerianos. Primeiro Musa Yahaya, que esteve no Portimonense por empréstimo do Tottenham e ingressa no Futebol Clube do Porto.




Noutro sentido, Herrera parece também ser visto como um jogador transferível. Na estreia na Copa América voltou a fazer uma bela partida pela sua selecção, rubricando um golo que confirmou a vitória do México sobre o Uruguai. Grande jogo de Futebol!!! A insistência do Nápoles parece não dar em negócio definitivo e, também por essa lentidão, surgiu o Liverpool. 

Brahimi parece também estar a "leilão". Não é que ninguém o queira mandar embora. Mas se alguém o quiser, o Futebol Clube do Porto não se fará de esquisito. Isto se a proposta for interessante. Por esta altura, no ano passado, o interesse em Brahimi era manifestamente superior. Recordações do Mundial do Brasil, melhor temporada interna, "show" num par de partidas na Liga dos Campeões... Tudo contribuía para o gerar de interesse em torno do jogador. O Futebol Clube do Porto decidiu pela sua manutenção, que, a 31 de Março, detinha 50% do passe. Com José Peseiro foi preterido por diversas vezes durante a "pré-época". Registou menos minutos que Corona ou Varela. Espero que Nuno Espírito Santo possa ter a palavra final.

Para a frente de ataque, Aboubakar parece ter recebido uma chamada... da China. Há quem diga que a proposta é choruda, mas é importante relembrar que o Futebol Clube do Porto apenas detém 37,5% do passe do jogador. Vamos a isso, caramba!!!

Tiago Rodrigues é que parece que já tem destino. Irá novamente emprestado ao Nacional da Madeira. Já Ricardo Nunes, está confirmado por empréstimo no Chaves. Sami fica no Akhisar mais uma temporada.


O V Dia do Clube está a chegar. Saiba tudo sobre o evento AQUI. Inscrições gratuitas, mas limitadas. 

O Futebol Clube do Porto continua a precisar de reforços para vários sectores do terreno. Mesmo assim, até ao momento, nenhuma assinatura. Não tendo o músculo financeiro que outros clubes, terá forçosamente que redobrar esforços na prospecção e procura em montras menos conhecidas. Reconheço também a dificuldade que existirá em fechar o plantel. Porque o Futebol Clube do Porto pode querer vender primeiro, e depois comprar. Porque há Europeu, Copa América e Jogos Olímpicos. Mas há também um play-off para jogar... e ganhar!

Nota para a promoção de António Folha, que deverá assumir o comando da equipa B do Futebol Clube do Porto, caso se confirme a saída de Luís Castro.

Céptico. Preocupado. Portista.


Promova o debate. Comente e deixe a sua opinião.

Um abraço.

Sem comentários:

Enviar um comentário