domingo, 5 de junho de 2016

Curta sobre um palpite: Jornal Expresso, 3 de Junho de 2016.


Juro que estava à espera do Dragões Diário! E, se o emissor de comunicados do Futebol Clube do Porto está demasiado ocupado com outra tarefa, seria novamente a newsletter do Futebol Clube do Porto a responder a palpites de comunicação social que tira o ticket de espera para o guiché “Ataque ao Futebol Clube do Porto”, aguarda pela sua vez e, quando chega o seu número, dispara como quer. Cá vai mais um exemplo disso.


Expresso Curto: uma newsletter com "uma breve síntese do que se está a passar no país e no mundo pela caneta dos nossos melhores editores. Miguem Cadete rubricou a edição de 3 de Junho de 2016. 

Na defesa do Futebol Clube do Porto, teve de aparecer, em primeira instância, a tão criticada Bluegosfera a não deixar sem resposta Miguel Cadete, director-adjunto do Expresso. À hora marcada, o Dragões Diário chega-me ao e-mail e a newsletter não falhou! Não houve tento no teclado para descrever e retorquir o que Miguel Cadete ousou palpitar.

Normalmente poupo-me a falar do apito. É um tema que pouco me assiste. Mas já que o tema veio à baila.... Quem é esta pessoa, provavelmente adepto de um clube da Capital, para falar do que quer que seja sobre arbitragem?

Que personagem ousa ter moral para deixar cair uma boca tão fanfarrona e estúpida como esta? Que género de palhaço demonstra de forma tão descarada o seu anti-Portismo de uma forma tão vincada num jornal como o Expresso? Miguel Cadete, obviamente.

Claramente não esteve atento quando Maicon foi expulso, em pleno Estádio do Dragão. Certamente não viu Imbula a ser expulso no último jogo com a camisola do Futebol Clube do Porto, no Bessa. Mas com toda a certeza viu Renato Sanchez e Slimani (Um jogo de suspensão? A esta hora? Só para fazer rir a malta) a agredirem adversários durante os jogos da Capital. Talvez os destaques de vários confrontos bem para lá das leis do jogo, nenhum dos dois recebeu ordem de expulsão. Certamente também não viu a carga que Eliseu DEU (o árbitro deu falta sobre Eliseu) em Hurtado no passado Benfica vs Guimarães (Em Guimarães não fez muito diferente). Até Jardel e Lisandro escaparam à expulsão nessa partida. Este último também teve “sorte” em Setúbal. E na Luz, frente ao Rio Ave.

Os árbitros deste tempo acham que isto é falta ofensiva! Se Bruno Alves representasse as cores do Benfica, estava tranquilo. 


Aliás, palpito que Miguel Cadete engoliu em seco quando Talisca toca a bola com a mão no último jogo do campeonato, em pleno Estádio da Luz e com o nulo no marcador. No meio disto, quem tira maior prejuízo até é o jornal Expresso.

Não obstante a resposta assertiva por parte do Dragões Diário, de dentro do Futebol Clube do Porto não houve, até ao momento em que escrevo, qualquer reacção pública. A mesma sorte não tiveram Miguel Sousa Tavares, Rui Moreira ou Vítor Baía. Até Luís Figo teve resposta do Presidente do Futebol Clube do Porto. Mais recentemente foi o Jornal A Bola que teve as honras de fazer a máquina de comunicados funcionar. Já o Correio da Manhã é um cliente conhecido.

Um pedido e uma questão para Miguel Cadete. Primeiro, dedique-se mais à BLITZ! Já agora, já usufruiu de algum tipo de voucher de recompensa por este texto? 

Já tinha partilhado isto ontem. Ninguém pode dizer que, de Azul e Branco, Bruno Alves não faria o mesmo.

De toda a maneira devo confessar que não desejo o regresso de Bruno Alves ao Futebol Clube do Porto. É facto que o que vimos no Wembley de Bruno Alves não é novo e pode perfeitamente voltar a acontecer. E mesmo que não seja igual, o Futebol Clube do Porto poderá pagar caro pela falta de discernimento de Bruno Alves numa determinada altura do jogo. Só uma pessoa poderá fazer-me pensar de outra forma: Nuno Espírito Santo. Se Nuno Espírito Santo sentir a necessidade do regresso de Bruno Alves, se verificar que Bruno Alves seria útil para o Futebol Clube do Porto e se o seu papel for imprescindível no ambiente fora de campo, então que seja.

Porque Nuno Espírito Santo é o meu Treinador. Porque é o Treinador do Futebol Clube do Porto. Porque tenho de confiar nele.

Céptico. Preocupado. Portista.


Promova o debate. Comente e deixe a sua opinião.

Um abraço

Sem comentários:

Enviar um comentário