terça-feira, 17 de maio de 2016

"Entre a liberdade de opinião e a influência na decisão": Curta sobre uma notícia: France Football, dia 16 de Maio de 2016

Todo o Portista que alguma vez leu um jornal desportivo verifica a quantidade de informação e contra-informação que é produzida sobre o nosso Clube. Aliás, chega a ser confuso como publicações que se esforçam todos os dias para se manterem bancas por mais um dia tenham tempo e recursos para, além de relatar factos, ainda palpitar narrativas que não passam de fábulas. 

Daqui do rectângulo já espero um pouco de tudo. De lá de fora, nem tanto. Mas o site da reputada revista France Football publicou esta notícia, rubricada pelo jornalista luso-francês Nicolas Vilas Boas, antigo assinante do blog “Blogolo” e conectado e conhecedor da realidade do Futebol Clube do Porto.

Link da noticia original aqui

Esta notícia teve eco imediato em vários meios de comunicação social portugueses. A minha primeira reacção foi imediatamente defensiva. José Peseiro tem contrato. Por mais um ano. E está na Final da Taça de Portugal. E, se ganhar, vejo casmurrice suficiente dentro da estrutura do Futebol Clube do Porto para manter José Peseiro, mesmo tendo em conta o desastre que esta segunda metade de temporada foi na Liga Europa e no Campeonato.

Mas vamos à notícia em si, e ao nome que Nicolas Vilas Boas decidiu trazer para a discussão do putativo próximo treinador do Futebol Clube do Porto: Alexandre Pinto da Costa.


Não. Alexandre Pinto da Costa não será Treinador do Futebol Clube do Porto. Mas, segundo a revista France Football, tem peso e é ouvido nesta decisão. E tem uma opinião diferente. Se é verdade que o Futebol Clube do Porto poderá ponderar a troca de Treinador após o fim de temporada, a revista France Football palpita que existem várias opiniões dentro e fora da SAD do Futebol Clube do Porto. Sim, porque, até ver, Alexandre Pinto da Costa não faz parte da SAD do Futebol Clube do Porto. Segundo esta publicação, Jorge Nuno Pinto da Costa, Presidente do Futebol Clube do Porto, tem como preferido Vítor Pereira. Já Antero Henrique, o "homem-forte" do Futebol Clube do Porto e Administrador da SAD, prefere Marco Silva. Até aqui, tudo bem. Havia quem dissesse que Jorge Nuno Pinto da Costa foi contra a sugestão de Mano Menezes, feita por Antero Henrique, e tenha escolhido Paulo Fonseca em 2013.

Agora... porque é que Alexandre Pinto da Costa é chamado para esta conversa? Repare-se que esta publicação vai mais longe e avança com um nome que esta pessoa, que, segundo o Presidente do Futebol Clube do Porto, não passa de um empresário, recomenda: Paulo Sousa. O nome indicado é-me indiferente. O mesmo se passa com os anteriores, ou os nomes de Leonardo Jardim e Jorge Jesus, também destacados pela publicação francesa.

Mas, mais importante do que isso, porque é que a France Football não foi mais longe? Perguntou ao Jorge Mendes? E os responsáveis da Doyen têm alguma sugestão? Será que José Caldeira concorda com os nomes já em cima da mesa? Há quem diga que as opiniões são como os narizes: cada um tem a sua. Mas isso não significa que seja relevante para a tomada de decisão. 

Se assim é, então para que é que interessa a opinião dele para a tomada de decisão??

É, acima de tudo, muito estranho que o jornalista Nicolas Villas Boas tenha decidido destacar a suposta opinião do agente Alexandre Pinto da Costa sobre quem deve ser o próximo Treinador do Futebol Clube do Porto. Qual é o verdadeiro peso de Alexandre Pinto da Costa no Futebol Clube do Porto?


No entanto, relembro: José Peseiro tem contrato e está na final da Taça de Portugal. Uma vitória no Jamor trará o primeiro título desde o dia 10 de Agosto de 2013 (Supertaça) e a primeira Taça de Portugal desde 22 de Maio de 2011. São 5 anos há espera de uma Taça de Portugal e quase 3 à espera de um troféu. Será que, mesmo assim, José Peseiro tem os dias contados no Futebol Clube do Porto? A "silly season" parece querer ter um início antecipado.


De toda a forma, não só espero que a decisão já esteja tomada como Alexandre Pinto da Costa não tenha nada a ver com ela. Quem será ou deixará de ser, ainda não é o momento para abordar o tema. Há uma Taça de Portugal para ganhar!


Céptico. Preocupado. Portista.

Promova o debate. Comente e deixe a sua opinião.

Um abraço.

Sem comentários:

Enviar um comentário