sexta-feira, 22 de abril de 2016

“Preparação do futuro” – Antevisão: A. Académica de Coimbra OAF vs Futebol Clube do Porto (Liga NOS)

Sábado, 23 de Abril, a partir das 16h15. Transmissão SportTV

A partir das 16h15, o Futebol Clube do Porto defronta a Académica de Coimbra no seu reduto em mais um jogo a contar para o campeonato. Uma hora diferente do habitual, mas, a meu ver, acessível para quem pretende deslocar-se ao Municipal de Coimbra, e que vai certamente influenciar o jogo das duas equipas. O Futebol Clube do Porto cumprirá a sua terceira partida de “pré-época em competição” com vista à preparação da Final da Taça de Portugal e à definição do plantel da temporada 2016/17. Marcano, Bueno e Evandro continuam em tratamento e não poderão ser opção. O mesmo acontece a Layún, em tratamento a uma mialgia de esforço. Já André André e Brahimi, que cumpriu um jogo de castigo, estão de regresso aos convocados de José Peseiro.

Seguindo as indicações do Treinador do Futebol Clube do Porto, e tendo em conta as prestações dos dois jogos de pré-época, aposto no seguinte onze:
 
Powered by lineupbuilder.com

José Peseiro afirma como objectivo “consolidar processos” e confirma a titularidade de Hélton. A rotação na baliza será uma realidade, com vista à preparação da Final da Taça de Portugal. No entanto, para acrescentar consistência dar continuidade àquilo que foi conseguido no Estádio do Dragão no passado domingo, José Peseiro poderá manter grande parte da estrutura que jogou frente ao Nacional. Destaco a excelente exibição de quem tomou conta do flanco esquerdo do Futebol Clube do Porto, com José Ángel e Silvestre Varela. Não vejo razão para que José Peseiro perca a confiança em ambos. O mesmo também acontece com André Silva, pese embora a entrada de Aboubakar tenha sido muito positiva.

Será certamente um jogo de elevado nível de dificuldade. Há que compreender que a Académica de Coimbra não pratica um Futebol de elevada qualidade. No entanto, a urgência que a equipa comandada por Filipe Gouveia tem em pontuar irá certamente criar enormes dificuldades ao Futebol Clube do Porto que, pese embora em pré-época, tem de vencer. No global, gostei do que vi frente ao Nacional. Por isso, não vejo razão para mudar.

Notas para o Andebol, onde falhámos a presença na final do campeonato nacional da modalidade, e para a equipa B, que foi eliminado da Premier League International Cup. 

O Andebol do Futebol Clube do Porto interrompe uma série de sete anos como campeão nacional da modalidade. Tanto nos dois primeiros jogos, que apenas ficaram decididos no prolongamento, como nesta última partida, o Futebol Clube do Porto queixa-se de erros sucessivos da arbitragem. É verdade que eles aconteceram, e que prejudicaram de forma significativa o Futebol Clube do Porto. Mas o conjunto liderado por Ricardo Costa é superior. Aliás, é muito superior ao adversário que o derrotou por 3-1. Basta começar por analisar a fase regular do campeonato. Mas, em particular, na partida que ditou o afastamento do Futebol Clube do Porto, tivemos a hipótese de, mesmo face a todas estas adversidades, passar para a frente no marcador e controlar a partida. E falhámos. Talvez pela diferença na frequência de competição. Talvez simplesmente por uma baixa de forma. O que é facto é que perdemos, mesmo sendo muito melhores.

Já a equipa B tem o seu principal objectivo totalmente em aberto. Há que recentrar objectivos e vencer este fim-de-semana o SC Braga B. 


Céptico. Preocupado. Portista.

Promova o debate. Comente e deixe a sua opinião.

Um abraço.

Sem comentários:

Enviar um comentário