quarta-feira, 3 de fevereiro de 2016

"Um pé no Jamor" – Crónica: Gil Vicente FC 0x3 Futebol Clube do Porto

Ficha de jogo completa em www.fcporto,pt


Devido às alterações no meio-campo, é Ruben Neves que se posiciona ao lado de Danilo Pereira, à frente da defesa. Varela na esquerda, Marega na direita, e é Brahimi que assume a posição “10”.

Foram os caseiros que começaram melhor e assustaram primeiro com uma bola no ferro à baliza guardada por Helton. O Futebol Clube do Porto foi crescendo no jogo, com mais posse de bola, adaptando-se às várias alterações promovidas por José Peseiro e respondendo com Marega, por duas vezes, e Suk, mas sem o sucesso pretendido. No fim de uma parte controlada pelo Futebol Clube do Porto, eis que chega o golo. Ruben Neves aproveita a sobra de um canto para abrir a contagem. O intervalo chega logo a seguir. Vantagem no marcador. Futebol Clube do Porto muito forte na zona central, com os laterais a darem largura, quando necessário. Menos circulação, mais objectividade.

Zonas de acção na primeira parte. Jogo interior muito forte do Fuebol Clube do Porto. Imagem SportTV

O segundo tempo começa com nova situação de perigo para a baliza de Helton. A defesa sobe tarde e um cabeceamento leva a bola novamente à barra. Simy também cega a assustar Helton, mas é o Futebol Clube do Porto que marca. De cabeça, Suk responde da melhor forma a um cruzamento de Layun. Mais uma assistência do mexicano. Estreia de Suk a marcar pelo Futebol Clube do Porto. Jogo mais controlado e resultado risonho para a segunda mão. Aos 67 minutos, Renan é expulso por uma falta sobre Layun, que seguia isolado para a baliza contrária. Brahimi queria marcar o penalty. Esqueceu-se que era apenas livre directo. Pela sua franca atenção ao jogo, Peseiro troca-o por Sérgio Oliveira e Layun dá lugar a José Ángel. No primeiro toque na bola, Sérgio faz o terceiro do Futebol Clube do Porto. Execução excelente do Português. Bola ao ângulo da baliza e sem possibilidade de defesa. 0-3 no marcador. Por lesão, Suk pede substituição, e José Peseiro faz entrar Aboubakar para o último quarto de hora. Sérgio Oliveira também tentou a meia distância, mas desta vez encontra Serginho pelo caminho. Com um resultado dilatado, o Futebol Clube do Porto gere a vantagem até ao fim da partida.


Execução perfeita de Sérgio Oliveira na sua primeira acção no jogo. 0-3



(+)

Ruben Neves: Foi quem controlou as operações no meio-campo face às ausências de Herrera e André André. Começou escondido mas rapidamente se soltou. Marca um golo de meia distância e adquire confiança, dando-se a notar a José Peseiro, que pode contar com ele para o futuro.

Marega: Creio que foi aquilo que se esperava. Físico imponente, mas pouco refinado. Teve mais do que uma situação para facturar no primeiro tempo, ao sair de posição e procurando outras zonas do terreno que não o flanco direito para finalizar. Não é um extremo. Não estica o jogo como um extremo. Não finta ou cruza como um extremo. Espero ver mais dele em próximas partidas. Para já, terá de ser suplente

A estampa da MEO: Finalmente perceberam que aquela faixa branca ficava mal. Mais vale tarde que nunca. Um pequeno pormenor que faz muita diferença.


(-)

Brahimi: Algo perdido durante o jogo, fruto de uma nova posição em campo, não conseguiu adaptar às suas novas funções, crer na construção, como Ruben Neves, quer a aparecer na área para definir. José Peseiro decidiu que ele devia ceder o lugar a Sérgio Oliveira aos 67 minutos. Jogo pobre do argelino. 


Entrada novamente precipitada no Futebol Clube do Porto em ambas as partes. Rapidamente foi capaz de se adaptar às circunstâncias do jogo e às alterações ao onze. Controlou a partida e demonstrou melhor futebol do que em meses anteriores. Jogo relativamente tranquilo, onde José Peseiro mexeu em algumas posições, mas manteve o pensamento de jogo e a disposição táctica. Pese embora a saída por lesão, foi positivo ver Suk a facturar e a estreia de Marega.  Com este resultado, a eliminatória está praticamente segura na sua primeira metade. Nota-se já o dedo de José Peseiro neste Futebol Clube do Porto.


O próximo jogo é já no domingo, frente ao Arouca, com início previsto para as 19h15 no Estádio do Dragão.


Promova o debate. Comente e deixe a sua opinião.

Um abraço.

Sem comentários:

Enviar um comentário