quarta-feira, 17 de fevereiro de 2016

Adeus Maicon

Maicon é substituído para, espero eu, jamais voltar

Será possivelmente a última mexida no plantel do Futebol Clube do Porto até à abertura do mercado de transferências em Junho. Maicon rumou ao São Paulo até Junho, por empréstimo, sem opção de compra. Antes disso, renovou pelo Futebol Clube do Porto mais uma temporada, esticando o seu vínculo ao clube onde outrora fora capitão até junho de 2018.
 
 
Outrora. Porque, a meu ver, já não será mais.
 
Não creio que seja uma situação semelhante à de Jorge Costa. Recordemos que, depois da decisão do treinador da altura, Octávio Machado, em substituí-lo num jogo no Estádio das Antas, frente ao Setúbal, o capitão do Futebol Clube do Porto reage de forma impetuosa e atira a braçadeira à relva. Essa reacção resultou no seu empréstimo ao Charlton, de Inglaterra. Se é verdade que o desfecho é semelhante, não creio que tenha oportunidade de regressar como Jorge Costa fez, assumindo novamente uma posição de liderança no plantel, com os resultados que todos nós conhecemos.

Jorge Costa regressa com José Mourinho e lidera o Futebol Clube do Porto.
 
Na minha análise acaba por ser a melhor decisão para ambas as partes. Creio que Maicon não tinha condições para continuar no plantel do Futebol Clube do Porto. No entanto, também espero que tenha sido uma saída ponderada pela SAD, equipa técnica e jogador, após analisadas as alternativas que existem, quer na equipa A , quer na equipa B. Além de já desfalcado de um central, fruto do empréstimo de Lichnovsky, o Futebol Clube do Porto perde assim mais uma unidade no centro da defesa. Do plantel que iniciou a temporada restam apenas Indi e Marcano. No mercado de inverno não foram registados esforços significativos para suplantar essa ausência. Chidozie deu conta do recado na Luz. Agora é Diogo Verdasca que é chamado para o jogo na Alemanha. Um tema que fica para mas tarde.

Para a história ficam vários momentos na carreira do brasileiro de Azul e Branco, com destaque para as épocas com Vitor Pereira, onde ganhou maior destaque em 2012, quer a central, quer a lateral direito, depois da lesão de Danilo. Nesse ano, destaca-se o golo frente ao Benfica na Luz, que catapulta o Futebol Clube do Porto para a revalidação do título nacional.

O resumo de mais uma vitória do Futebol Clube do Porto no Estádio da Luz.


Passará agora por um “período de nojo” no São Paulo, onde se espera que possa ser titular indiscutível, fazendo companhia a Kelvin, que estará emprestado até Dezembro.

Um abraço, Maicon. Espero que possas valorizar-te no Brasil e procurar uma alternativa para a tua carreira. Obrigado pelo golo ao Benfica na Luz, que ainda causa incómodo entre muitos adeptos desse clube. Mesmo lesionado, não admito o que fizeste à minha frente e à frente de todos os Portistas presentes no Estádio do Dragão no passado dia 7, quando, como capitão do Futebol Clube do Porto, decidiste abandonar o campo. Diz que a China está muito forte nesta altura.
  
 
Concordo totalmente com a opinião de Rodolfo Reis.

Promova o debate. Comente e deixa a sua opinião.
Um abraço.

Sem comentários:

Enviar um comentário