terça-feira, 12 de janeiro de 2016

Escolhidos a dedo: a nova imagem do Porto Canal

Logotipo do "novo" Porto Canal

Estreou hoje a nova e tão publicitada imagem do Porto. Sim, aquela que, por exemplo, pinta em tons de encarnado, a promessa de mais desporto. Recorde-se que o Futebol Clube do Porto concluiu a compra do Porto Canal no passado mês de Julho. Este é um tema que merece um debate sério e uma análise a longo-prazo.

Durante este tempo foi feito um investimento de 3,5 milhões de €uros no canal. Júlio Magalhães, director-geral do Porto Canal justifica este investimento com o “upgrade” tecnológico no estúdio já existente em Matosinhos e na criação de um novo centro de produção no Estádio do Dragão.

A grelha foi renovada. Em especial, o foco no Futebol Clube do Porto prossegue. O novo programa “Universo Porto” passará às 21h00, de segunda a sexta-feira, caso não exista nenhuma transmissão de desporto no horário. O programa “Flash Porto” será passado quatro vezes ao longo do dia. São também prometidos mais directos do FC Porto B, Sub-19, Sub-17 e Sub-15, e das modalidades de andebol, basquetebol e hóquei em patins.

Os rostos também foram renovados. Em destaque, Joana Pinto da Costa, filha do Nosso Grande Presidente Jorge Nuno Pinto da Costa, estreia-se em televisão, nos serões de domingos, com o "Sem rede", um formato que aborda temas da atualidade, com Tiago Girão. Este também conduzirá, diariamente (de segunda a sexta), com Carina Caldeira, filha do administrador do Futebol Clube do Porto Adelino Caldeira, o concurso "Azul ou Branco".

O novo slogan do Porto Canal mereceu destaque nas camisolas do Futebol Clube do Porto (Foto Reuters)

Estes nomes revelam, no mínimo, coincidências pouco felizes. A falta de transparência destas escolhas é, no mínimo, questionável. Fazem lembrar certas nomeações para cargos inventados pelo poder da capital. Dizem que os amigos são para as ocasiões. Mas o Futebol Clube do Porto não é lugar para criar “tachos” a favor de familiares e amigos. Se deixo no ar os temas que sublinhei, afirmo com assertividade: as decisões que destaquei demonstram que são muito poucos aqueles que controlam, manipulam e atribuem os lugares no Futebol Clube do Porto, esperando que muitos vejam e “comam” sem questionar. O sistema Presidencialista implementado no Futebol Clube do Porto tem características muito positivas. Este não é um delas.

Sublinho algo que já disse noutros momentos. Todos os Portistas querem o bem do Futebol Clube do Porto. É por isso que, sempre que necessário, devemos apontar, criticar e questionar. Quem não deve não teme e só assim é possível evoluir e não ficar para trás. Caso contrário, é apenas uma acto de gestão que, a não fazer sentido, como em qualquer banco, não é culpa de ninguém e esta morre solteira.

Acrescentar conteúdos de informação ou entretenimento devem ser feitos com responsabilidade e acerto. Não apenas para encher a grelha. Não acredito em criar por criar. Se é para fazer, é necessário ser competitivo e acrescentar qualidade. Recorde-se que o Porto Canal (ainda) está disponível em todos os distribuidores de canais por cabo, e que, para esse público, deve-se ser uma opção a considerar.


Estarei cá, no mesmo sítio, para dar a mão à palmatória, se tudo correr bem e os formatos perdurarem no tempo. Mas relembro que o Porto Canal deve manter o foco no Futebol Clube do Porto, sendo o clube a principal fonte para a criação de conteúdos.

Promova o debate. Comente e deixe a sua opinião.
Um abraço e até à próxima.


Sem comentários:

Enviar um comentário