sábado, 2 de janeiro de 2016

Antevisão: Sporting CP vs Futebol Clube do Porto (Primeira Liga)

Imagem presente em www.jm-madeira.pt
Quem diria, de forma séria e assertiva, por volta das 18 horas, hora de Portugal Continental, que o Futebol Clube do porto iria passar o Natal e o Ano Novo na frente do campeonato. Certamente seriam poucos. Confiança nunca faltou a qualquer Portista. No entanto, era necessário também analisar a qualidade da equipa que poderia provocar esse cenário. Depois de duas goeladas consecutivas e um nulo em casa, para o campeonato, não seria expectável tal glória. De toda a forma, aconteceu. Boas notícias da Madeira (algo raro) somado a um jogo bem conseguido em cada frente a Académica e, pelo primeira vez com Lopetegui no banco, somos líderes isolados. Admito: foi uma rica e inesperada prenda.

Um Natal pacífico e deu lugar a uma passagem de Ano muito conturbada. Derrota pesada em casa, coro de assobios, lenços brancos. Exibição curta, mas, a meu ver, suficiente para garantir a vitória caso víssemos outra eficácia na hora da finalização. Taça da Liga… Deixemos isso para trás. Há clássico para vencer!

Imbula é a principal ausência dos convocados. Natural, na minha perspectiva. Péssima 2ª parte contra o Marítimo, a juntar a muitas exibições que não justificam o investimento. Confirma-se novamente a teoria de que jogava na Liga dos Campeões apenas por decreto. Até ver, não mostrou capacidade. São promovidos cinco regressos aos convocados em relação ao último jogo. O Futebol Clube do Porto irá assim apresentar-se em Alvalade praticamente na máxima força. Os excepções são Bueno, ainda condicionado, e Osvaldo, que objectivamente está a tratar da sua transferência para o Boca Juniors.

A capacidade mental de toda a equipa será fundamental para o sucesso em Alvalade e a consequente manutenção da liderança. Não há que termo. É crucial assumir o jogo e mandar na casa do adversário, algo que ainda estamos para ver com Lopetegui ao comando do Futebol Clube do Porto contra adversários de maior reputação.

Aposto no seguinte onze:

Powered by LineupBuilder.com

A previsível estratégia delineada para este jogo assenta bem às características da equipa. Manutenção da posse de bola, capacidade de circulação, exploração dos flancos e apoio contínuo ao ponta-de-lança. Este onze ajustar-se-ia perfeitamente ao que necessitamos. O nosso adversário irá certamente querer ter a bola mais tempo do que nós, mas procurando transições mais rápidas com chegadas constantes ao último terço do terreno. Por isso um meio-campo com Danilo Pereira e Ruben Neves. Depois, aproveitar a capacidade de movimentação de André André no apoio aos três da frente.

A parte inicial do jogo será fundamental. Um golo sofrido cedo deitará tudo a perder. Recorde-se que, mesmo contando com uma capacidade defensiva de assinalar, o Futebol Clube do Porto apenas conseguiu inverter um resultado negativo por uma vez. Por isso, marcar primeiro e, mais do que isso, evitar sofrer será crucial. Não tenho dúvidas que, com este onze, Hector Herrera será a primeira pedra a ser lançada durante a partida. Devemos valorizar o incremento de forma do mexicano. No entanto, creio que o meio-campo proposto ainda será o que garante melhores condições para alcançar a vitória, mesmo considerando a falta de ritmo competitivo de André André. Depois de tanto descanso, certamente estará totalmente recuperado! Tello também poderá ser útil para complicar a vida de qualquer dos laterais do adversário.

Não quero prever nada. Apenas desejo uma vitória! Sublinho que as pequenas vitórias não me fazem sonhar. Sabem muito melhor quando aliadas a grandes conquistas. Mas hoje há que somar mais três pontos.


"Vamos com toda a vontade do mundo" diz Lopetegui. Esperamos verificar isso mesmo em campo. Para cima deles Futebol Clube do Porto.

Sem comentários:

Enviar um comentário